A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou um pedido de importação excepcional de 2 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na noite do último sábado (2).

A solicitação foi apresentada pela Fiocruz, parceria da AstraZeneca e de Oxford no Brasil, e responsável por produzir essa vacina no Brasil. O pedido indica que os imunizantes já finalizadas devem chegar ao Brasil ainda em janeiro. A importação foi classificada como excepcional porque a vacina ainda não foi aprovada para uso no Brasil pela Anvisa. A importação não significa que a vacina poderá ser aplicada automaticamente assim que chegar ao país. A Fiocruz diz que pretende fazer o pedido para autorização de uso nos próximos dias.

Segundo a Anvisa, por se tratar de importação do imunizante que ainda não foi aprovada no país, a entrada da vacina deve seguir algumas condições, sendo que a principal delas é que as vacinas importadas fiquem sob a guarda específica da Fiocruz até que a Anvisa autorize o uso do produto no país.

👍Nos acompanhe pelas Redes Sociais.
INSTAGRAM:
https://www.instagram.com/cearaalerta_oficial?r=nametag
FACEBOOK:
https://www.facebook.com/Quixeramobimalerta/
YOUTUBE:
https://www.youtube.com/channel/UCyrL1CH9pL4VevySKReSfV

Compartilhe esta publicação