A investigação em torno do padre Robson em Goiás. Como pessoas humildes conseguiram doar milhões para a associação suspeita de desviar dinheiro dos fiéis?

A equipe da Superintendência de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado de Goiás investiga um possível esquema de lavagem de dinheiro, organização criminosa e outros crimes envolvendo a Associação dos Filhos do Pai Eterno, o padre Robson e pessoas ligadas a ele.

Os investigadores levantaram movimentações suspeitas de mais de R$ 2 bilhões nas contas da Afipe nos últimos dez anos. Foram identificadas compras de fazendas, avião e casa de praia. Tudo, segundo a investigação, com dinheiro das doações dos fiéis. Para as autoridades, trata-se de desvio de finalidade.

O Fantástico teve acesso com exclusividade ao relatório da investigação. A cada dez doações consideradas suspeitas, oito têm irregularidades confirmadas, segundo a análise dos primeiros dados feita pelos investigadores.

👍Nos acompanhe pelas Redes Sociais.
INSTAGRAM:
https://instagram.com/quixeramobim_alerta?igshid=o9ua0jcc4btv
FACEBOOK:
https://www.facebook.com/Quixeramobimalerta/
YOUTUBE:
https://www.youtube.com/channel/UCyrL1CH9pL4VevySKReSfV

Informações do G1

Compartilhe esta publicação