O Ceará recebeu 60 vagas em presídios federais para a transferência de detentos identificados como chefes de facções criminosas. A informação foi confirmada pelo Governo do Estado.

Um dos detentos envolvidos nos ataques já foi transferido e há previsão da transferência de mais 20 presos para presídios federais nas próximas horas. Governo aguarda apenas logística dos voos que irão fazer o transporte dos detentos.

Fonte: Diário do Nordeste.

Compartilhe esta publicação