Para quem é da área da Geologia, é necessário analisar os elementos dos minerais antes que se tornem jóias ou outros tipos de produtos.

Entretanto, em alguns casos, as análises feitas por equipamentos tradicionais atestam somente um aspecto da gema (matéria-prima para a produção de jóias), deixando de informar outros elementos. Pelo menos, não antes.

Agora, os estudantes do departamento de Geologia da Universidade Federal do Ceará (UFC) dispõem de um aparelho capaz de analisar aspectos minerais que vão além da luz. É o “Polaricóspio Gomes”, desenvolvido pelo estudante Isaac Gomes.

De acordo com Isaac, há gemas em que a luz não se divide dentro do material, como é o caso do diamante, enquanto outros os minerais permitem a passagem da luz, mas são divididos em quatro grupos. São os minerais anisotrópicos.

Por: Tribuna do Ceará.

Compartilhe esta publicação