O presidenciável Ciro Gomes (PDT) está ameaçando abandonar o governador Camilo Santana (PT) e lançar o irmão Cid Gomes (PDT) ao Governo do Ceará, em represália ao PT e ao ex-presidente Lula, que tenta minar sua candidatura e afastar o PSB do palanque pedetista. A informação foi publicada pela jornalista Denise Rothenberg, do Correio Braziliense.

Em evento na Praia de Iracema, em Fortaleza, o pedetista elevou o tom contra a aliança do governador com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), acertada com o aval dos próprios FGs, e afirmou que até hoje só foi processado por “puros corruptos e picaretas e ladrões de dinheiro do povo”. Entre os que o processaram. estão Eunício e o presidente Michel Temer (MDB).

Ciro ainda deu aval ao deputado federal André Figueiredo  (PDT) para lançar candidatura ao Senado, em traição a Camilo, que pretende honrar o acordo com Eunício e apoiar a reeleição do senador. Ciro também está furioso com Michel Temer, que articula para impedir que PP, DEM e Solidariedade se aproximem do pedetista.

Fonte: Ceará News7.

Compartilhe esta publicação