A divulgação de pesquisa de intenção de voto sem registro na Justiça Eleitoral pode resultar em multa ou até mesmo em outra penalidade mais séria. Essa informação já foi por diversas vezes divulgada pela própria Justiça Eleitoral. A lei se aplica a todo cidadão que divulgar pesquisas sem registro ou falsas nas redes sociais, ou em qualquer plataforma da internet.

Pesquisas falsas de intenção de votos ou sem o devido registro na Justiça Eleitoral podem trazer graves prejuízos à sociedade, visto que podem influenciar no processo democrático. É importante que antes de compartilhar qualquer pesquisa, o cidadão entre no site do TSE e verifique se foi realmente registrada alguma pesquisa, porque se não houver registro, o responsável pela divulgação também está sujeito às penalidades.

É, o caso da cidade de Quixeramobim-CE, onde pessoas com intenção de influenciarem os eleitores do município, estão utilizando as redes sociais para divulgar pesquisa eleitoral falsa e com registro falsificado. A falsificação da pesquisa foi detectada através do site do TSE (www.tse.jus.br) onde e é possível constatar que a pesquisa eleitoral que está sendo divulgada em redes sociais não tem registro no TSE.

A divulgação da pesquisa pode acarretar em punição para as pessoas que estão fazendo o compartilhamento da mesma. Vale ressaltar que em virtude das regras eleitorais nenhuma pesquisa, mesmo que seja registrada, pode ser divulgada no município de Quixeramobim-CE, essa proibição ocorre devido o prazo que leva do registro até a divulgação da pesquisa.

Confira a decisão judicial sobre a divulgação  da pesquisa falsa de Quixeramobim

Decisão

👍Nos acompanhe pelas Redes Sociais.
INSTAGRAM:
https://instagram.com/quixeramobim_alerta?igshid=o9ua0jcc4btv
FACEBOOK:
https://www.facebook.com/Quixeramobimalerta/
YOUTUBE:
https://www.youtube.com/channel/UCyrL1CH9pL4VevySKReSfV

 

Compartilhe esta publicação