Em matéria publicada na última terça-feira (06), o Repórter Ceará veiculou uma decisão do juiz federal Ricardo José Brito Bastos Aguiar de Arruda, da 23ª Vara Federal do Ceará, com parte interessada ao candidato a vice-prefeito de Quixeramobim Edmilson Júnior (PSD), sob a seguinte manchete: Em decisão, juiz nega liminar para retirada de nome de Edmilson Júnior da lista de gestores com contas julgadas irregulares.

No texto, é destacado que a decisão da Justiça é referente a um pedido de liminar de urgência protocolado pela defesa do candidato, que solicita a retirada de seu nome da “listagem dos gestores com contas julgadas irregulares em definitivo pelo TCU”, de acordo com o documento. Conforme o magistrado destacou, na terceira página da decisão, os documentos que tratam da referida lista não estão “acostados” aos autos, o que o fez determinar a intimação dos réus para que, no prazo de cinco dias, fossem apresentados.

O juiz, além de abordar tal questão, aponta que Edmilson não está inelegível. O fato jurídico está exposto na segunda página do documento, em seu último parágrafo – e foi destacado no terceiro parágrafo da matéria -, que reproduz fielmente o texto da decisão judicial: “[…] se o recurso foi conhecido pelo TCU, consequentemente, o acórdão que rejeitou as contas em discussão não pode ser considerado irrecorrível e, sendo recorrível tal decisão, o autor não se enquadraria na hipótese de inelegibilidade.”

Em contato com direção do Sistema Maior de Comunicação, a defesa do candidato abordou a matéria publicada nessa terça-feira pelo portal e destacou o seguinte: “De fato, a matéria é verídica por ter publicado uma decisão do juiz federal, mas o que nos chamou a atenção foi a manchete. Essa decisão, usamos na nossa defesa do pedido de impugnação, porque ele negou uma liminar que nós pedimos destacando que não há como conceder se inexiste o objeto e o recurso foi interposto e aceito pelo TCU. Então, o que está errado é o nome dele constar na lista, já que essa decisão do convênio com o Ministério do Turismo não é definitiva, pois tem um recurso aceito e não foi julgado.”

Fonte: Repórter Ceará

👍Nos acompanhe pelas Redes Sociais.
INSTAGRAM:
https://instagram.com/quixeramobim_alerta?igshid=o9ua0jcc4btv
FACEBOOK:
https://www.facebook.com/Quixeramobimalerta/
YOUTUBE:
https://www.youtube.com/channel/UCyrL1CH9pL4VevySKReSfV

Compartilhe esta publicação