Segundo ela, o filho ficou surpreso e não entendeu o motivo. “Ele me ligou muito surpreso. Ele me contou toda a história e falou que foi detido depois que as autoridades acharam que ele estava agressivo. Meu filho sempre foi muito calmo, e, se realmente teve um problema, tem que ser tratado aqui, perto de mim”, diz a mãe.

Fátima afirmou ao G1 que está desesperada, pois já entrou em contato com a embaixada do Brasil na Rússia várias e diz não ter nenhuma novidade sobre Leonardo desde a segunda-feira (18). “Estou aflita. Sabe como é mãe. Já falei com eles lá na Rússia [com a embaixada] em muitas oportunidades. Me deram poucas informações. No máximo, disseram que tem um médico olhando ele e pronto. Só isso. Quero ele aqui e se tiver algum problema tem que fazer tratamento aqui”, afirmou.

Os ministério brasileiro das Relações Exteriores informou que o consulado temporário do Brasil em São Petesburgo e a embaixada do Brasil em Moscou acompanham a situação do brasileiro, mantêm contato com seus familiares e prestam a assistência cabível, mas, em respeito à privacidade, não estão autorizados a fornecer informações sobre o caso.

Fonte: G1.

Compartilhe esta publicação