“Quando eu entrei na faculdade, no primeiro semestre, eu pensei em desistir, porque tinha xerox, tinha as apostilas… E eu não tinha R$ 1, R$0,50 no bolso para tirar uma xerox eu não tinha”, relembra Ciswal.

Agora, o ex-catador de latinhas vai cursar ciências da computação por Harvard – uma das universidades mais prestigiadas do mundo. O professor tem um projeto para levar água, luz e internet a baixo custo para as populações mais necessitadas do Brasil. “Eu queria criar algo que tirasse o pessoal da linha da miséria para uma, digamos assim, uma pobreza acessível”, afirma.

Fonte: G1 Fantástico.

Compartilhe esta publicação