Funcionários da Petrobras teriam recebido R$ 12 milhões em propina para beneficiar empresa estrangeira, segundo informações divulgadas nesta terça-feira (20) pela força-tarefa da Lava Jato. A PF (Polícia Federal) cumpre sete mandados de busca e apreensão em nova fase da operação para investigar esquema na estatal.

O valor teria sido movimentado de 2005 a 2015 em 61 operações de comércio internacional de diesel e querosene de aviação realizada pelos escritórios da estatal em Londres, Singapura e Houston.

As operações envolveram a compra de mais de 3,3 bilhões de litros de combustíveis. Segundo o MPF, “o acerto criminoso também incluía o fornecimento de informações privilegiadas sobre a programação de importações e exportações da Petrobras e sobre os lances que seriam apresentados pela estatal em 12 concorrências internacionais para fornecimento de um bilhão de litros de combustíveis para as petroleiras estatais do Uruguai e do Paraguai”.

Os funcionários da estatal forneciam informações sigilosas sobre a produção e demanda da Petrobras para permitir que a empresa envolvida ganhasse os processos de compra e venda.

👍Nos acompanhe pelas Redes Sociais.
INSTAGRAM:
https://instagram.com/quixeramobim_alerta?igshid=o9ua0jcc4btv
FACEBOOK:
https://www.facebook.com/Quixeramobimalerta/
YOUTUBE:
https://www.youtube.com/channel/UCyrL1CH9pL4VevySKReSfV

Com informações do R7 Notícias

Compartilhe esta publicação