O Secretário da Segurança do Ceará, André Costa, afirmou nesta terça-feira, 08, que os presídios do Ceará terão celas sem tomadas, uma forma de evitar o uso de carregadores e celulares por presos. O Ceará vive o sétimo dia de uma onda de violência com mais de 150 ataques, ordenados por chefes de facções de dentro de presídios. Em entrevista à Globo News, André Costa disse ainda que não vai “recuar um milímetro” do combate ao crime organizado.

“Alguns presídios, desde o ano passado, já têm sido entregues sem tomadas nas celas, todos os projetos novos não têm tomada em cela, inclusive alguns presídios reformados foram reformados e retirados essas tomadas”, afirmou o secretário.

A sequência de ataques no estado começou após o secretário da Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, prometer maior rigor na fiscalização dos presídios e acabar com as divisões de presos por facções nas unidades do estado. A secretaria foi criada no segundo mandato do governador reeleito do Ceará, Camilo Santana, em 1º de janeiro deste ano.

André Costa afirmou que as medidas prometidas por Mauro Albuquerque serão mantidas e que a onda de violência é uma represália das facções à “forma como o governo está agindo”.

“A quantidade de ataques é proporcional à forma como o governo está agindo, incomodando o crime organizado. A gente realmente está agindo. Não vamos recuar um milímetro sequer nessas ações que o estado tem implementado. A gente já viu um recuo desses crimes.”

Por: Sertão Mídia.

Compartilhe esta publicação