Você já deve ter ouvido falar em amor bandido. Pois bem, infelizmente uma jovem identificada como Nicolly Guimarães Sapucci, de 22 anos, que ostentava nas redes sociais dizendo que era esposa de presidiário e que fazia visitas semanais ao ‘mozão’ na cadeia,  além de preparar deliciosas refeições para levar ao marido, entre outras coisas que ela se orgulhava em fazer, foi brutalmente assassinada neste domingo (27).

Nicolly foi visitar Michael Denis Freitas, de 25 anos, que está cumprindo pena por roubo no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí (SP), neste domingo. Durante a visita intima ela foi brutalmente espancado pelo companheiro.

Nicolly foi socorrida e levada ao Hospital São Vicente de Paulo com agressões graves no rosto que a deixaram desfigurada, e não resistiu aos ferimentos. O corpo foi encaminhado ao IML de Jundiaí e aguarda liberação da família, que mora em Bragança Paulista. De acordo com G1, ela foi morta com socos e pontapés.

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) e aguarda um posicionamento sobre o caso. Veja um dos posts de Nicolly em sua conta no Facebook:

O caso agora será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher. O agressor foi autuado em flagrante por homicídio. Segundo informações repassadas pela SAP, o presídio de Jundiaí tem capacidade para 847 detentos, mas abriga 1.595 presos.
Não há informações sobre onde aconteceu o velório e sepultamento da jovem.

Créditos: 1 News.

Compartilhe esta publicação