Dois homens que tatuaram a testa de um adolescente, de 17 anos, em São Bernardo do Campo com a frase “Eu sou ladrão e vacilão” foram condenados na última sexta-feira (16), pelos crimes de lesão corporal gravíssima e constrangimento ilegal.

A decisão foi proferida pelo juiz da 5ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo. Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 28 anos, recebeu pena de três anos de reclusão em regime inicial semiaberto pelo crime de lesão corporal gravíssima e de quatro meses e 15 dias de detenção em regime inicial semiaberto pelo crime de constrangimento ilegal.

Já Ronildo Moreira de Araújo, 30 anos, foi condenado a três anos e seis meses de reclusão em regime inicial fechado pelo crime d lesão corporal gravíssima e de cinco meses e sete dias de detenção em regime inicial semiaberto pelo crime de constrangimento ilegal.

Os acusados não terão direito de recorrer em liberdade e estão presos em prisão provisória desde junho do ano passado.

Fonte: Itaberaba Noticias.

 

Compartilhe esta publicação