Em relatos feitos por Roberlene ela indaga que não tem nenhuma fonte de renda, não recebe bolsa família e nenhum auxílio do governo.
Em relatos mais aprofundados fala que por enquanto tem ajuda financeira somente da sua mãe.

Roberlene pede ajuda para a alimentação da criança, para higiene geral, e que a criança ficou doente pelo calor da casa; pede a compreensão e que esse ato seja de ajuda mútua.

Roberlene reside no bairro Jaime Lopes na Rua Expedito Patrício de Almeida N° 82, Telefone para contato  (88) 9-9281 3045.

Compartilhe esta publicação