Moradores do bairro Canindezinho, em Fortaleza, chamaram a reportagem do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, para dar a versão deles sobre o caso do policial que disse ter sido ameaçado por bandidos e, por isso, teria saído de casa. O caso foi noticiado na segunda-feira, no programa. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, investiga o caso.

De acordo com populares da Rua do Trevo, no Parque Jerusalém, o agente de segurança não era bem visto por provocar confusão com a vizinhança, além de ameaçar a todos.

De acordo com o ex-policial, ele teria deixado a própria casa por se sentir ameaçado por bandidos de facção criminosa. No entanto, a vizinhança contesta a versão apresentada.

“Esse policial tem rixa com a gente, não sei por quê. Nunca fizemos nenhum mal a eles. Ele jogou pedra na nossa casa, chegou no meu portão me ameaçando com uma arma. No sábado, ele deu um tiro no meu marido. Ninguém sabe explicar por que ele fez isso. Sendo que meu marido não é envolvido com nada, não responde nada, é um homem trabalhador. As fotos dos meus irmãos e tios estão pelas redes sociais dizendo que eles são de facção e botaram ele pra ir embora, mas não foi bem isso que aconteceu”, disse a esposa de um dos suspeitos, que teve a identidade preservada.

Segundo informações preliminares, o ex-policial teria tido uma discussão com um morador da área e, depois disso, dois homens passaram em frente ao local para fotografar a casa dele. Sentindo-se ameaçado, decidiu deixar o local. Mas o que conta a esposa de um dos envolvidos contradiz a versão dada pelo policial.

“Meu marido estava indo trabalhar e deixando uma criança de 8 anos na escola. No caminho, ele parou o carro, pediu para o meu marido se aproximar. Ele se aproximou e perguntou se ele não ia sair da casa. Meu marido, calado estava, calado ficou. E ele pegou e atirou”, relatou a esposa, que informou também que a família não é dona da casa e não tem nenhuma relação com o ex-policial.

Segundo a mulher, a Corregedoria esteve no local para averiguar toda a casa, que foi revirada, e o marido foi levado para depor na delegacia. Outro morador da área também relatou que o homem não era bem visto na área.

De acordo com uma das moradoras, o ex-policial esteve na casa da família dela para fazer ameaças. Ele ainda teria jogado pedras e pedaços de vidro em cima da residência deles. O homem seria denunciado à polícia sobre as ações.

Fonte:Tribuna do Ceará.

Compartilhe esta publicação