Nove PMs são mantidos afastados das ruas e serão julgados pela morte de 11 pessoas na “Chacina do Curió”.

O Diário Oficial do Estado do Ceará publicou em sua edição desta quinta-feira (11), o afastamento das funções de atividades de rua de nove policiais militares que estão sendo processados como envolvidos na “Chacina do Curió”, crime que deixou 11 mortos entre a noite de 11 e a madrugada de 12 de novembro de 2015.
Por decisão da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGD), os PMs se limitarão a exercer trabalho dentro dos quartéis e estão proibidos de usar armas de fogo. Todos já foram pronunciados pela Justiça e, portanto, serão levados a julgamento.
Os militares afastados das funções policiais, de acordo com a decisão da CGD publicada pelo Diário oficial são: Gerson Vitoriano Carvalho (soldado), Josiel Silveira Gomes (soldado), Thiago Veríssimo Andrade Batista de Moraes (soldado), Maria Bárbara Moreira (sargento), Francisco Helder de Sousa Filho (sargento), Igor Bethoven Sousa Oliveira (soldado), Gildácio Alves da Silva (cabo), Daniel Fernandes da Silva (cabo) e Luís Fernando de Freitas Barroso (soldado).
De acordo com o documento, os nove PMs teriam tido envolvimento na chacina , conforme foi apurado pela Delegacia de Assuntos Internos (DAI) da Controladoria, ratificado em denúncia do Ministério Público e confirmado através da sentença de pronúncia elaborada pelo juiz da 1ª Vara do Júri de Fortaleza, que levará os militares ao banco dos réus em julgamento com data ainda a ser marcada pela Justiça.
Siga-nos e fique bem informado

👍 Siga nos #Instagram
https://www.instagram.com/quixeramobim_alerta/

👍 Curta nossa página no Facebook.
https://www.facebook.com/Quixeramobimalerta/

Por: Fernando Ribeiro.
Compartilhe esta publicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!