Uma ação realizada, na tarde desta terça-feira (29), pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Metropolitana de Chorozinho, resultou na apreensão de 1,1 mil litros de combustível, que estavam estocados em um depósito clandestino às margens da BR – 116. Dois homens foram presos durante a ação policial. A origem e a destinação do material apreendido ainda são alvo de investigações.

Conforme o delegado titular de Chorozinho, Marcus Raphael, os policiais civis chegaram ao local após receberem uma denúncia anônima dando conta do esquema criminoso. A partir dos informes, os policiais realizaram diligências e localizaram um sítio, na altura do quilômetro 98 da rodovia BR – 116, que servia como depósito clandestino de combustível. Lá, foram capturados Francisco José Alves Gomes (39), sem antecedentes criminais, e João Maia Júnior (42), que já responde por homicídio culposo e crime ambiental. Ainda segundo o delegado, os homens eram responsáveis por receber, durante a madrugada, o combustível desviado e revendê-lo durante o dia.

A dupla foi encaminhada para a delegacia, onde foi autuada em flagrante por crime contra a ordem econômica e ambiental. A Polícia Civil trabalha agora para identificar outros envolvidos no esquema criminoso. “Nosso trabalho continua. Conseguimos apreender o combustível e capturar dois homens envolvidos diretamente no esquema criminoso, porém vamos aprofundar as investigações e identificar e prender outros suspeitos”, disse Marcus Raphael. O delegado creditou ainda a ação exitosa à denúncia anônima recebida. “O papel do cidadão é ajudar a Polícia a cada vez mais combater o crime. Quando recebemos as denúncias, temos por obrigação checá-las. Quanto mais completa, mais efetiva a resposta que daremos”, pontuou.

A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na localização dos suspeitos. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou ainda para o número (85) 99676.3898, que é o WhatsApp da Delegacia Metropolitana de Chorozinho, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.

Compartilhe esta publicação