Polícia Civil procura duas mulheres foragidas da Justiça por aplicarem golpes na RMF.

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Metropolitana de Cascavel, está à procura de duas mulheres foragidas da Justiça que estão com mandados de prisão em aberto. A dupla faz parte de um grupo, indiciado pela prática do crime de estelionato, que atuava na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e no Interior do Estado. Comparsas das duas suspeitas já foram capturados.

As mulheres foragidas da Justiça são: Maria Lúcia da Silva (42), com passagem por furto, e Adeliane Alves de Oliveira (36), que responde a dois procedimentos por estelionato. A Polícia Civil investiga o paradeiro das indiciadas e efetua buscas com o intuito de localizar e prender as criminosas.

Outros presos

No dia 27 de novembro, comparsas das mulheres foram presos. Trata-se de Francisco Anderson da Silva (42) e Paulo Cezar Matos (49), ambos sem antecedentes criminais. Os criminosos foram abordados na localidade de São Gerônimo, no município de Itapipoca, na Área Interada de Segurança 17 (AIS 17). Com eles, os policiais apreenderam uma quantia de R$ 2,5 mil em espécie, dois cartões bancários no nome de terceiros e vários comprovantes de transações bancárias. A ocorrência foi registrada na Delegacia Regional de Itapipoca.

Modus Operandi

O grupo costumava atuar enganando pessoas em via pública e usando de persuasão para fazer com que as vítimas sacassem dinheiro ou comprassem objetos caros e entregassem aos criminosos. Em contrapartida, receberiam uma quantia em dinheiro. Porém, quando conseguiam o que queriam, davam um jeito de despistar a vítima. Esse crime é conhecido como “golpe do baludo”.

Denúncias

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na localização das suspeitas. As denúncias podem ser feitas pelo número (85) 3334-3591 da Delegacia Metropolitana de Cascavel. O sigilo é garantido.

Fonte: SSPDS.

Compartilhe esta publicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *