A falta de gols de Gabriel Jesus na Copa não impediu que o atacante fosse uma peça importante da seleção brasileira na Copa do Mundo. A visão é de Ronaldo, que nesta terça-feira participou do programa “Seleção”, do SporTV.

“Centroavante tem que fazer uma série de coisas. Tem que ter tratamento diferenciado ao centroavante. Eu não corria nem metade do que o Gabriel correu nessa copa. Taticamente, ele deu uma força e um equilíbrio muito grandes à à equipe porque sempre marcava o cabeça de área adversário e por causa disso o Neymar e o Coutinho tinham mais liberdade”, disse Ronaldo.

“E o Gabriel sempre cobria um jogador que passasse. Taticamente, na dedicação e na entrega ele foi perfeito, mas logicamente centroavante precisa de gol, e ele não fez”, finalizou.

 

Fonte: Esporte Uol

Compartilhe esta publicação