Subiu para 19 o número de mulheres assassinadas no Ceará em menos de dois meses de 2019. Neste fim de semana, duas mulheres foram mortas no estado, sendo um dos casos na Capital e outro no Interior. Um deles ficou caracterizado como feminicídio, por ter motivos passionais. O segundo foi uma execução sumária que pode estar ligada ao tráfico de drogas.
Em Fortaleza, uma jovem – cujo nome não foi revelado – foi assassinada, a tiros, dentro de sua residência, no bairro Vila Peri, na zona Sul da Capital. O crime de morte aconteceu na noite do último sábado (16).
A casa da vítima foi invadida pelos assassinos, que estavam armados de pistolas. A garota já estava deitada para dormir quando foi surpreendida e assassinada. Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local dando início às investigações sobre o caso.
Feminicídio
No Interior, uma mulher de 39 anos foi morta a golpes de faca pelo ex-companheiro. O caso ocorreu na tarde do último sábado (16), na zona rural do Município de Ipaporanga (a 375Km de Fortaleza). Um homem identificado como Antônio Erandir da Silva assassinou sua ex-esposa, Antônia Martins Peres da Silva com vários golpes de faca.
O casal estava separado há várias semanas, mas Erandir continuava morando na mesma casa com a ex-companheira e descobriu que ela estava se relacionando com outro homem, identificado por Tiago. No sábado, ao chegar em casa, Erandir viu os dois na cama e ficou irado. Sacou uma faca e golpeou os dois. Tiago, mesmo gravemente ferido, conseguiu correr até uma casa próxima, onde pediu abrigo e foi socorrido por policiais militares, sendo transferido para uma ambulância no trajeto para o hospital. Maria foi esfaqueada várias vezes e caiu morta fora da residência. O assassino fugiu.
Por: Fernando Ribeiro.
Compartilhe esta publicação