Thiago Silva será o capitão da seleção brasileira nas oitavas de final da Copa do Mundo, contra o México, nesta segunda-feira, na cidade de Samara. Ele havia recebido a faixa na vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica, na primeira fase. Além dele, o lateral-esquerdo Marcelo e o zagueiro Miranda foram outros escolhidos para liderarem a equipe no torneio.

Tite havia dito que não definiria um único capitão ao longo do torneio, mas que apenas os mais experientes teriam a braçadeira. Ao longo da passagem do técnico pela Seleção, 14 dos 23 convocados para o Mundial já receberam essa incumbência. Entretanto, o líder seria o lateral-direito Daniel Alves, que não pôde ser chamado por causa de uma grave lesão no joelho direito.

Em entrevista coletiva após treino deste domingo, o zagueiro fez elogios aos atacantes da seleção mexicana, em especial a Chicharito Hernandez.

– São jogadores extremamente inteligentes, sabem ocupar os espaços como ninguém. O Chicharito já conheço um pouco melhor, nos enfrentamos algumas vezes, sei da qualidade que esse menino tem. Todo cuidado com esse trio de ataque, mas não só com eles. Quem faz a bola chegar com qualidade também.

Thiago Silva na entrevista coletiva em Samara (Foto: David Gray/Reuters)

Questionado sobre as atuações decisivas de MBappé e Cavani nos jogos de sábado, Thiago disse esperar que domingo seja a vez de outro companheiro de Paris Saint-Germain desequilibrar.

– Por incrível que pareça, ontem, quando acabaram os dois jogos, fiquei com esse mesmo pensamento na cabeça. Que no nosso jogo será o Neymar. Os dois foram fundamentais nas vitórias das suas seleções. Mesmo o Di Maria sendo eliminado, fez um grande jogo. O Paris Saint-Germain está muito bem representado, mas a Seleção está equilibrada. Tem o momento certo dos atacantes aparecerem. A gente espera que amanhã seja um grande dia, que o Neymar esteja inspirado como os outros.

Fonte: G1.

Compartilhe esta publicação