O treinador da Seleção Brasileira, Tite, disse em uma entrevista exclusiva ao jornal Estadão, que não cumprimentaria o presidente Michel Temer, caso o Canarinho conquiste a Copa do Mundo da Rússia deste ano. O treinador também revelou que toma todos os cuidados possíveis para não ter sua imagem vinculada a campanhas de candidatos ou partidos políticos.

Ao ser indagado se iria à Brasília falar com o presidente, Tite garantiu “Eu, Adenor, não vou na ida nem na volta. Nem ganhado, nem perdendo”.

Fonte: Blog do Tom

Compartilhe esta publicação