Governadores de 16 estados assinaram carta hoje defendendo que o Congresso Nacional aprove um auxílio emergencial no valor de R$ 600 e pedindo que o governo federal considere os mesmos critérios de 2020 para o cadastro no programa com a alteração nas regras, 22,6 milhões de brasileiros ficarão sem auxílio em 2021.

Os governadores afirmam que o Brasil precisa reverter o quadro “dramático” da covid-19 com recorde no número de mortes e colapso em sistemas de saúde de quase todos os estados. “Agir contra esse cenário requer medidas sanitárias e garantia de uma renda emergencial”.

Não assinam a carta os governadores do Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Tocantins, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Goiás e Santa Catarina. O governador do Distrito Federal também não assinou o documento.

👍Nos acompanhe pelas Redes Sociais.
INSTAGRAM:
https://www.instagram.com/cearaalerta_oficial?r=nametag
FACEBOOK:
https://www.facebook.com/Quixeramobimalerta/
YOUTUBE:
https://www.youtube.com/channel/UCyrL1CH9pL4VevySKReSfV

Compartilhe esta publicação