A Controladoria-Geral da União (CGU) no Ceará tem, até o momento, 1.447 registros de ocorrências de pessoas suspeitas de terem se vacinado indevidamente no Estado contra a Covid-19.

Cerca de 21 casos de pessoas vacinadas que constam como falecidas no Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), do Sistema Único de Saúde (SUS); 1.290 que teriam recebido mais do que duas doses da vacina; e 136 “pessoas expostas politicamente” (PEP) — vereadores, prefeitos, deputados estaduais e, até mesmo, deputados federais.

No caso de pessoas que constam como mortas, mas receberam a vacina, o superintendente diz que o mais provável é que alguém tenha usado o CPF indevidamente, mesmo que médico ou enfermeiro. Há uma possibilidade de o número ter sido digitado incorretamente, mas “muito remota”, devido aos diversos campos que compõem o CPF, diz ele. Foram registrados casos assim em 16 municípios, sendo três em Fortaleza.

Com informações do O Povo Online

👍Nos acompanhe pelas Redes Sociais.
INSTAGRAM:
https://www.instagram.com/cearaalerta_oficial?r=nametag
FACEBOOK:
https://www.facebook.com/Quixeramobimalerta/
YOUTUBE:
https://www.youtube.com/channel/UCyrL1CH9pL4VevySKReSfV

Compartilhe esta publicação